Menos de 30% das declarações do Imposto de Renda foram entregues. Não perca o prazo!

A Receita Federal anunciou na última quinta-feira (5) que recebeu menos de 30% das declarações do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF). Foram entregues 8.091.107 declarações, 28,9% dos 28,8 milhões de documentos previstos.

Data limite e multa

Vale lembrar que a data limite para entrega das declarações é 30 de abril, mais especificamente às 23h59min59s. O prazo começou no dia 1º de março.

Quem perder o prazo está sujeito a multa de 1% por mês de atraso, sendo o valor mínimo de R$ 165,74 e máximo de 20% sobre o imposto devido.

Valores

Devem preencher a declaração aqueles que receberam, em 2017, rendimentos tributáveis com valores superiores a R$ 28.559,70, à exceção daqueles que exercem atividade rural. Neste caso, a declaração é obrigatória para quem teve receita bruta acima de R$ 142.798.50.

Também precisam enviar a declaração aqueles que:
– Receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte com valor acima de R$ 40 mil.
– Realizaram operações em bolsa de valores ou obtiveram ganho de capital na alienação de bens e direitos sujeito à incidência do imposto.
– Possuíam ou eram proprietários, em 31 de dezembro de 2017, de bens e direitos com valor total superior a R$ 300 mil.
– Pretendem compensar prejuízos com a atividade rural.
– Passaram à condição de residentes no Brasil em qualquer mês e assim terminaram o ano.
– Optaram pela isenção do IR incidente sobre o ganho de capital com a venda de imóveis residenciais para a compra de outro imóvel no país.

Entrega

Existem três maneiras de elaboração da DIRPF 2018, sendo duas pelo computador e uma por dispositivos móveis:

-> pelo computador, com a utilização do Programa Gerador da Declaração (PGD) IRPF 2018

-> pelo computador, por meio do serviço “Meu Imposto de Renda”, que estará disponível no site da Receita Federal e poderá ser feito pelo contribuinte ou por representante com procuração.

-> Dispositivos móveis, por meio do acesso ao “Meu Imposto de Renda” no APP que leva o mesmo nome e está disponível para os sistemas operacionais Android e iOS.

Novidades

Entre as alterações previstas para a declaração do IRPF estão campos para o preenchimento de informações complementares como o número do Registro Nacional de Veículo (Renavam). Também passa a ser obrigatória a apresentação do número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) para a inclusão de dependentes com idade superior a 8 anos (completos até o dia 31/12/2017). Antes, o documento só era solicitado para dependentes acima dos 12 anos, e em 2019 será obrigatório para qualquer idade.

Com Agência Brasil